fbpx
Algoritmo Humano

4 filmes e séries para quem gostou de Desejo Sombrio

Desejo Sombrio, série da Netflix

A série espanhola Desejo Sombrio estreou há mais ou menos duas semanas na Netflix. Desde então, ela fez várias aparições no Top 10 do Brasil, disponibilizado pela própria plataforma. Assim, acabou chamando a nossa atenção e decidimos dar uma chance. Afinal, a Netflix costuma acertar bastante a mão em séries espanholas – vocês podem conferir mais sobre isso no link ao final do post. 

Em linhas gerais, Desejo Sombrio conta a história de Alma, uma professora de Direito que leva uma vida estável. Ela é casada com Leonardo, um respeitado juiz e, juntos, os dois têm uma filha adolescente, Zoe. Entretanto, em um determinado final de semana, Alma sai com uma amiga e acaba se envolvendo com Darío e o rapaz se apaixona por ela. Partindo disso, uma trama de segredos, sexo e mentiras se desenvolve. Ou seja: um plot bastante familiar, certo? Porém, familiar não precisa necessariamente significar ruim. O fato é que a série consegue prender a atenção, exatamente como todo programa que deixa as suas tragédias anunciadas desde os primeiros momentos.

Porém, nós acabamos não gostando tanto assim de Desejo Sombrio, que parece pensada para agradar um nicho específico do qual nós não fazemos parte: pessoas que assistiram 365 dni e gostaram. Logo, as cenas de sexo são numerosas, sem função narrativa e parecem presentes apenas para te dar mais um motivo para continuar assistindo. Isso não chega a falhar miseravelmente, já que você acaba indo em frente com a série, mas também não faz do programa algo digno de tanta atenção quanto ela veio recebendo. 

Portanto, esse vai ser uma espécie de “Algoritmo Humano às avessas”. Assim, nós vamos indicar séries e filmes que tematicamente se aproximam de Desejo Sombrio, mas que superam e muito a estrela dessa coluna. 

Gostou dessa série e está procurando séries e filmes parecidos? Vem com a gente!

Quem gostou de Desejo Sombrio vai gostar de Gypsy

Dica de série para quem gostou de Desejo Sombrio
Onde assistir: Netflix

Protagonizada por Naomi Watts, Gypsy foi uma série que estreou na Netflix sem muito barulho e permaneceu dessa forma. Portanto, ela foi cancelada após o final da primeira temporada e terminou com um gancho. Ou seja: se você estiver confortável com o fato de que nunca vai saber o que aconteceu depois daquele final tenso, vá em frente e assista. Caso contrário, é melhor deixar para lá. Mas é um fato que quem gostou de Desejo Sombrio vai gostar de Gypsy.

Em termos de enredo, a série fala sobre Jean Holloway, uma psiquiatra que leva uma vida de comercial de margarina ao lado de seu esposo e dos seus filhos. Entretanto, Jean começa a intervir na vida dos seus pacientes e a se passar por outras pessoas, o que desencadeia uma série de eventos que possuem essa atmosfera de desastre esperando para acontecer descrita anteriormente.

E, olha, como acontecem desastres. Gypsy é o tipo de série que você assiste se incomodando o tempo todo. A cada novo passo que Jean dá como Diane, o seu alter-ego, a gente sente vontade de ultrapassar a tela da TV e implorar de joelhos para ela não fazer isso. É previsível que algo vai dar errado. Entretanto, por outro lado, a gente quer mais é que ela vá em frente só para saber como ela vai conseguir sair do buraco que está cavando para si mesma.

Como eu disse antes, algumas respostas sobre isso nunca chegam até a gente, mas isso não torna a série menos interessante. Tanto é que até hoje eu ainda recomendo para as pessoas, apesar dos avisos dados.

Quem gostou de Desejo Sombrio vai gostar também de The Sinner

The Sinner

Atualmente, The Sinner está em sua terceira temporada. Por ser feita em forma de antologia, cada ano da série conta uma história diferente. Assim, nesse Algoritmo Humano eu estou recomendando que quem gostou de Desejo Sombrio assista à primeira temporada de The Sinner, protagonizada por Jessica Biel. 

Essa temporada fala sobre Cora, uma mãe de família que está passando um dia feliz na praia com seu marido e seu filho. Entretanto, a chegada de um homem no local a deixa perturbada e Cora acaba matando o sujeito de uma forma bastante brutal. Assim, ela é presa e interrogada sobre o crime. Porém, já na delegacia, ela alega não ter ideia de quem é aquele  homem, dando início a uma trama misteriosa na qual um detetive vai buscar encontrar uma ligação entre a bela jovem e o homem morto. 

Todo o caminho para que essa ligação seja encontrada é bastante interessante e construído de uma forma que nos leva a compreender como Cora deletou tantos eventos dessa magnitude da sua memória. Além disso, nós somos efetivamente surpreendidos pelo enredo de The Sinner, o que não acontece com tanta frequência em Desejo Sombrio (salvo alguns momentos da reta final), já que traições e mentiras é o que a gente deve esperar do ser humano de uma forma geral. Não só em um contexto sexual – como é o da série em grande parte das vezes. 

Quem gostou de Desejo Sombrio vai gostar de The Affair

The Affair

Quem assistiu Desejo Sombrio pela parte, hm, sexual da trama, precisa assistir The Affair. Embora exista alguma gratuidade em certas cenas de nudez – o que chegou a desagradar Ruth Wilson, a atriz que interpreta Alison -, em vários contextos ela é justificada. E, de uma forma geral, possui muito mais função do que tentar cativar o público com esse artifício. Além disso, a trama fala basicamente da mesma coisa: traição e como ela impacta a vida das pessoas, bem como todo o contexto em que elas estão inseridas.

Assim como Desejo Sombrio, The Affair também adota uma estrutura fragmentária. Portanto, a gente sabe de saída o que aconteceu, mas precisa fazer o “caminho de volta” para saber porque aconteceu. Isso torna a série bastante interessante, já que ela usa de duas frentes diferentes para te manter preso: o presente, no qual Noah e Alison estão na delegacia respondendo perguntas sobre um crime; e o passado, que mostra os dois se conhecendo, bem como as tensões de seus respectivos casamentos.

Isso, aliás, é um ponto em que Desejo Sombrio peca bastante. A gente não conhece o bastante dos personagens logo no início da série para se importar ou não com a traição de Alma. Ao vê-la muito mais ao lado de Darío do que inserida em seu ambiente familiar, o evento em questão acaba perdendo o peso, o que faz com que a narrativa sofra um pouco. Afinal, por muito tempo nós pensamos que estamos de fato assistindo a uma história sobre traição conjugal e não em um sentido mais amplo da palavra. 

Quem gostou de Desejo Sombrio vai gostar também de Closer – Perto Demais (Closer, 2004)

Closer - Perto Demais
Onde assistir: Globoplay, Apple TV+, Google Play, Microsoft Store

Indicar Closer – Perto Demais em pleno 2020 talvez seja algo meio descabido. Afinal, 16 anos se passaram desde o lançamento do filme de Mike Nichols. Mas, como sempre existe alguém que deixou passar batido e pode acabar se interessando por conhecer, achei que valeria a pena incluir nesse Algoritmo Humano. 

Nesse filme nós acompanhamos dois casais. O primeiro deles é formado por Anna, uma fotógrafa, e Larry, um médico. Os dois se conhecem por um acaso (ou nem tão acaso assim) durante uma visita a um aquário e parecem viver felizes. O segundo casal, por sua vez, é composto por Dan, um escritor, e Alice, uma jovem misteriosa sobre a qual sabemos pouco durante todo o filme. Entretanto, esses dois casais se misturam de todas as formas possíveis ao longo de Closer, potencializando a ideia que se pode ter de traição. 

Portanto, se o que te atraiu em Desejo Sombrio foi esse aspecto da “troca de casais” e das traições inesperadas, pode assistir a esse filme sem medo porque você vai gostar.  Além disso, ele possui um roteiro excelente, uma ótima trilha sonora e todas as atuações são boas. Closer é daqueles filmes que te acompanha por um tempo depois que você assiste. Então, esteja pronto para uma série de reflexões sobre relacionamentos – algo que Desejo Sombrio até tenta, mas não consegue fazer com tanta eficiência.

LEIA TAMBÉM:

20 séries espanholas disponíveis na Netflix

4 filmes e séries para quem gostou de Boca a Boca

5 séries para quem gostou de Dispatches From Elsewhere

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *