fbpx
Pode Entrar

A criação de Masters of Horror

Masters of Horror
Onde assistir: YouTube

Como parte de nossa despedida do especial de Halloween, resolvemos relembrar a reunião dos mais incríveis diretores e escritores do mundo do terror: os Masters of Horror (ou mestres do terror). Isso porque o que começou como jantares casuais acabou se tornando uma série de TV das mais interessantes do nicho. Assim, alguns nomes que citaremos ao longo dessa Por Trás das Câmeras já constaram em nosso especial, seja através de listas ou outras colunas. Portanto, se você acompanhou, vai reconhecer todo mundo.

Mas, para os que chegaram agora, seja por aqui ou nesse mundo do terror, é válido dar algumas explicações. Masters of Horror, inicialmente, consistia apenas em um grupo formado por diretores e escritores envolvidos em projetos de terror que se encontravam casualmente. Porém, não satisfeitos, eles decidiram transformar toda a “loucura” desses encontros em algo para a TV, batizando o programa com o mesmo nome do grupo.

E é exatamente por causa da série que nós acreditamos que toda a história do surgimento desse grupo é importante e válida de ser contada aqui. Afinal, ela se enquadra na categoria bastidores. 

Como surgiu?

Masters of Horror

Lá em 2002, o diretor Mick Garris, como quem não quer nada, resolveu reunir alguns amigos escritores para um jantar supostamente informal. Mas, aos poucos, vocês vão pegar a ideia de que as segundas intenções de Garris claramente já existiam no momento do convite. Nesse jantar estavam alguns nomes que, se você é fã de terror, já ouviu (e muito!) sobre.

Assim, os amigos do diretor eram ninguém mais, ninguém menos que John Carpenter, Larry Cohen, Don Coscarelli, Joe Dante, Guillermo Del Toro, Stuart Gordon, Tobe Hooper, John Landis e William Malone.  Sério: tem como achar que daí não sairia nada? Pra mim, definitivamente não tem. E, para eles, o que tudo indica a noite foi muito positiva e produtiva. 

Portanto, o jantar marcou uma noite cheia de humor e histórias. E Guillermo Del Toro, sem querer e de brincadeira incentivou algo a mais quando decidiu colocar um nome no grupo de amigos, que ficou conhecido desse momento em diante como Mestres do Horror. 

Reuniões dos Mestres do Horror 

Masters of Horror

Assim, o jantar foi um sucesso tão grande entre os participantes, que eles se tornaram algo regular. Então, Garris passou a realizá-los com uma constância maior. E como se não bastasse o grupo original reunido pelo diretor, cheio de nomes incríveis e importantíssimos, mais uma leva de diretores incríveis foi convidada posteriormente. Dessa forma, o Masters of Horror se tornava ainda maior e mais forte.

Dessa vez, os convidados foram Dario Argento, Eli Roth, David Cronenberg, Tim Sullivan, Lucky McKee, Wes Craven, Joe Lynch, William Lustig, Ernest Dickerson, Robert Rodriguez, Tom Holland, James Gunn, Mary Lambert, Peter Medak e Lloyd Kaufman. E novamente, a gente questiona aqui:  tinha como não dar em nada? Certamente não, não tinha. 

A série 

O que é a série?

Três anos após o primeiro jantar, em 2005, Mick Garris já estava colocando em prática o que certamente pensou desde o primeiro momento. Afinal de contas, com amigos desse nível e envolvidos com o mundo do terror, até nós, aqui do Maratonista de Menu, aproveitaríamos a oportunidade. E assim foi feito: o diretor colocou o seu projeto de uma série de TV para jogo.

Então, ele se tornou produtor do programa e deu a ele o nome criado lá no primeiro jantar, como já demos o spoiler: Masters of Horror. A série contava com filmes de uma hora e teve episódios assinados por vários dos mestres que estiveram nos fatídicos jantares de Garris.

Originalmente Masters of Horror foi transmitida pela Showtime nos Estados Unidos. No entanto, em outros países, os episódios foram lançados como filmes e, devido a isso, foram exibidos através de cinemas. O sucesso, como esperado, foi estrondoso e a série recebeu boas críticas na época. O primeiro episódio que foi ao ar, foi escrito por Don Coscarelli, que esteve no jantar onde tudo começou.

O criador 

Quem é o criador?

Bom, agora que já contamos o acontecido, vamos voltar um pouquinho atrás na história e dar um ênfase maior no responsável por ter reunido tantos nomes do terror. Não só para um jantar casual, mas para produzir uma série tão significativa quanto Masters of Terror: Mick Garris.

Como dito logo no começo do texto, para os que já estão mais do que inseridos no mundo do terror, alguns nomes dispensam apresentação, que é justamente o caso de Garris. Isso por que o diretor tem em seu currículo vários projetos, alguns que os fãs consideram até mesmo como injustiçados, como A Mosca 2 (1989). O longa citado não teve a devida atenção não somente pelo seu conteúdo, mas também pelo fato de que o primeiro é extremamente icônico. 

E não para por aí: o nome do diretor também consta em obras como a adaptação do clássico de Stephen King, Sonâmbulos (1992). E como nós aqui gostamos do elemento surpresa: Garris foi o responsável por escrever o clássico Abracadabra (1993). Por essa, levando em consideração o currículo peculiar do diretor, vocês certamente não esperavam.

Além de seus trabalhos no cinema e na televisão, Mick Garris também comanda atualmente um podcast, que talvez seja mais conhecido para os novos fãs de horror, o Post Mortem. Nesse podcast Garris aproveita para debater com seus convidados, em sua grande maioria envolvidos com o mundo do terror, sobre suas visões a respeito da vida, e é claro, do terror.

SE VOCÊ GOSTOU DE “A CRIAÇÃO DE MASTERS OF HORROR”. LEIA TAMBÉM:

10 filmes de invasão domiciliar em streaming

Especial Jogos  Mortais

Os 15 melhores filmes de terror trash em streaming

Especial Invocaverso: o universo Invocação do Mal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *