fbpx
Continue Assistindo?

Continue assistindo?: Globoplay (1)

Globoplay

A Globoplay dispensa maiores apresentações. Vinculada ao Grupo Globo e, consequentemente, à maior emissora de TV aberta brasileira, a plataforma de streaming é uma verdadeira gigante do segmento quando se pensa o Brasil, que era o único país do mundo a contar com o serviço até o dia 19 de janeiro, ocasião em que a Globoplay estreou nos Estados Unidos.

Embora o seu lançamento tenha acontecido no ano de 2015, a popularização da Globoplay data de 2018, quando os responsáveis pelo serviço começaram a investir em produções originais e na ampliação do catálogo.  Antes, a plataforma se limitava à exibição de alguns programas antigos da própria Globo e às transmissões ao vivo de eventos, como o desfile das escolas de samba.

Devido a essa ampliação – e às promessas de trazer ainda mais para a plataforma em 2020 -, a Globoplay foi a escolhida para abrir os testes do Maratonista de Menu. Atualmente, é um dos meus streamings preferidos por motivos que vocês vão acabar descobrindo no decorrer da avaliação.

Confira mais informações sobre o catálogo da Globoplay!

O catálogo da Globoplay

Sem dúvidas, o catálogo é o principal motivo para alguém assinar um streaming (ou vários). Por isso, ao avaliá-lo – não somente na Globoplay – é importante levar em conta algumas coisas que determinam se a plataforma atende aos seus principais interesses. Essa primeira parte da avaliação foi segmentada em sete itens que falam somente sobre o que você encontrará disponível na plataforma testada. Aqui você encontra a avaliação das funcionalidades da plataforma.

Produções recentes da Globoplay

Para avaliar a presença de produções recentes no catálogo da Globoplay, o Maratonista de Menu vai considerar somente séries e filmes que foram feitos ao longo da última década (compreendida entre 2010 e 2019). Afinal, é preciso fazer um recorte para que o texto não fique ainda mais extenso. Serão considerados somente programas internacionais nos dois primeiros itens comentados, visto que o terceiro tópico se dedicará a falar com mais cuidado sobre o catálogo nacional do streaming, considerado um diferencial.

Sobre as séries, é possível afirmar que um maior investimento nesse segmento começou a acontecer na Globoplay em 2019, seja por meio de produções originais – que serão ainda mais numerosas em 2020 -, ou pela compra de séries internacionais queridas pelo público. 

Somente nesse ano títulos como Manifest, The Good Doctor, New Amsterdam Hospital, Revenge, The Big Bang Theory, Penny Dreadful, The Handmaid’s Tale, American Horror Story, Modern Family e Homeland passaram a figurar entre os disponíveis na Globoplay.

A partir dos programas destacados, é possível perceber uma boa diversidade de gêneros nas produções presentes no streaming e também notar que algumas séries bastante premiadas e elogiadas fazem parte do catálogo de recentes da plataforma.

Entre os filmes, embora seja possível encontrar alguns interessantes produzidos na última década, o conteúdo poderia ser ampliado. Porém, para demonstrar que realmente maratonei o menu, consegui encontrar alguns longa-metragens dignos de nota (pelo menos para o meu gosto).

De encontro a isso, é possível citar a presença de A Caça, Ela, A Pequena Morte, Precisamos Falar Sobre o Kevin, Corrente do Mal, Mesmo se Nada Der Certo, O Diário de uma Adolescente, Amantes Eternos e Era uma Vez em Nova York.

Produções antigas na Globoplay

Produções antigas disponíveis na Globoplay

Para esse item, as produções anteriores a 2010 serão consideradas de uma maneira geral. Entretanto, o foco maior recairá sobre os filmes e séries que foram lançados há mais de 20 anos.

A partir desses critérios, quando se fala sobre o catálogo internacional, é válido pontuar que embora seja possível encontrar bons filmes – e alguns deles até tenham mais de 20 anos -, aqueles clássicos do cinema, ainda em preto e branco e com aura de nostalgia, não estão disponíveis na Globoplay – algo que sinto falta, mas talvez não seja de grande impacto para o público em geral.

Para exemplificar, entre os longa-metragens anteriores a 2010, merecem ser lembrados Queime Depois de Ler, Quase Famosos, Ilha do Medo, Os Caça-Fantasmas, Forrest Gump – O Contador de Histórias, O Tigre e o Dragão, Quarto do Pânico, Moça com Brinco de Pérola, O Jardineiro Fiel e Jerry Maguire – A Grande Virada. 

Partindo para as séries mais antigas, é possível encontrar no catálogo do serviço de streaming alguns programas que tiveram o seu início ainda na década de 1990. Outros, por sua vez, se iniciaram na década de 2000. Além disso, algumas das séries chegam a ser anteriores aos períodos citados. Alguns títulos disponíveis no catálogo da Globoplay são Doctor Who, Todo Mundo Odeia o Chris, Smallville, The L Word, Charmed, Medium, The Office, The Tudors, Nip/Tuck, Will & Grace e Mad About You.

Além dos programas destacados, outros presentes no streaming se encaixam nos critérios estabelecidos, ampliando ainda mais a diversidade de gêneros das produções televisivas e tornando o catálogo bastante interessante para quem nem sempre está com vontade de assistir a lançamentos.

Produções nacionais na Globoplay

Produções nacionais disponíveis na Globoplay

Para mim, o principal diferencial da Globoplay é o conteúdo nacional, que pode ser encontrado com maior facilidade nessa plataforma do que em qualquer outra. Entretanto, alguns pontos ainda são passíveis de críticas, especialmente quanto à ampliação de gêneros nas produções cinematográficas.

De saída, serão comentadas as séries. Assim, é possível encontrar algumas que foram exibidas pela Globo e suas afiliadas ao longo dos anos e se tornaram queridas pelo público. Entre elas destacam-se Segunda Chamada, Sessão de Terapia (a primeira versão), Sob Pressão, Justiça, A Grande Família (a partir da 10ª temporada), Filhos da Pátria, Amores Roubados, Felizes Para Sempre?, O Canto da Sereia e Ligações Perigosas.

Vários bons títulos somente entre as produções recentes, certo? Quando se pensa as mais antigas, essa característica da plataforma permanece e você consegue assistir a conteúdos como Sai de Baixo, Cidade dos Homens, Sandy & Júnior, Os Normais, A Diarista, Toma Lá Dá Cá, As Cariocas, Anos Rebeldes e A Cura.

Se as séries nacionais contidas na plataforma, de uma maneira geral, apresentam uma boa diversidade de gêneros e temáticas, esse padrão acaba não se repetindo com tanta eficiência quando se pensa o cinema brasileiro. 

O conteúdo nacional é uma boa parte do atrativo da Globoplay, seria interessante para o usuário ter acesso a mais do que as comédias. Sei que elas arrastaram multidões para o cinema e que existem vários títulos de qualidade feitos no Brasil, mas existem produções interessantes em outros formatos e que poderiam deixar o catálogo mais rico. 

Entretanto, para não dizer que eu não citei bons títulos, entre os filmes nacionais dessa década destacam-se As Melhores Coisas do Mundo, Histórias de Amor Duram Apenas 90 Minutos, Que Horas Ela Volta?, Entre Irmãs, Era Uma Vez Eu, Verônica e Confia em Mim.

Produções nacionais antigas disponíveis na Globoplay

Indo para o catálogo de produções mais antigas, as coisas se tornam bem curiosas na Globoplay. Embora eu tenha observado a mesma coisa que ocorre com as produções recentes (o foco nas comédias), outros “fenômenos” ainda podem ser detectados.

Porém, se na primeira lista eu consegui encontrar dez filmes que eu conheça para citar, esse não foi o caso aqui. Ao todo, encontrei apenas seis longas produzidos antes de 2010 de gêneros variados. Nenhum deles com mais de 20 anos .

Caso você seja assinante da Globoplay, já deve estar pensando que eu não olhei com tanto afinco assim o catálogo, certo? Eu também pensaria, já que deixei de fora vários filmes que se encaixam perfeitamente nos critérios que eu citei. Mas isso foi proposital

Os filmes não comentados foram adaptados a partir de séries exibidas pela Globo. Assim, embora eles deem uma boa ideia geral do que foi a obra original, seria mais interessante ver a série como um todo ao invés dos seus “melhores momentos”.

Somente para vocês perceberem que não se trata de um caso isolado, sem muito empenho, eu consegui encontrar 12 títulos que se encaixam nisso – e vamos relembrar que não encontrei 10 filmes nacionais (excluindo as comédias) para compor a lista de produções antigas da Globoplay

Entre as produções do tipo, é possível citar Presença de Anita, Incidente em Antares, Maysa: Quando Fala o Coração, Lampião e Maria Bonita, Carga Pesada: A Grande Viagem, Dalva e Herivelto – Uma Canção de Amor, Hoje é Dia de Maria, Força Tarefa, O Pagador de Promessas, Dona Flor e Seus Dois Maridos, Anos Dourados e As Noivas de Copacabana.

Novelas disponíveis na Globoplay

Por fim, é impossível terminar esse tópico sem comentar a respeito do maior diferencial da plataforma analisada: as novelas. Primeiramente, é importante citar que todas as que estão sendo transmitidas pela Globo atualmente têm os seus capítulos disponibilizados poucos minutos após a exibição.

No que se refere às novelas, um dos pedidos mais frequentes nas redes sociais da Globoplay está ligado às produções mais antigas da emissora, que se encontram completamente ausentes do catálogo. Nesse sentido, vasculhando a seção de comentários de uma postagem no Facebook, consegui encontrar a resposta abaixo. Embora vaga, pelo menos serve para dar alguma esperança.

Maiores informações sobre novelas antigas da Globo

Atualmente, 86 novelas integram o catálogo da Globoplay quando se soma as produções de todos os horários da Globo (18h, 19h, 21h e 23h). Caso você esteja interessado em assinar por causa desse item específico, serão destacadas a seguir as principais novelas de cada década. Sempre lembrando que a maioria das produções mais antigas ainda data da década de 1990.

2010: Avenida Brasil, Verdades Secretas, Amor à Vida, A Força do Querer, Totalmente Demais, Cheias de Charme, Espelho da Vida. O Outro Lado do Paraíso, I Love Paraisópolis e A Vida da Gente.

2000: Senhora do Destino, Belíssima, Cobras & Lagartos, Caminho das Índias, Ti Ti Ti, O Cravo e a Rosa, Fina Estampa, Da Cor do Pecado, Caras e Bocas e Celebridade.

1990: O Rei do Gado, Por Amor e Anjo Mau

Somente três títulos anteriores à década passada podem ser encontrados no serviço de streaming. O que me leva a reforçar o coro: produções mais antigas! E, claro, coloca aí A Favorita pra gente. Afinal, Flora (Patrícia Pillar) foi a primeira vilã a se tornar meme, rendendo até alguns remixes, além de ser assunto nas redes sociais. A gente gostaria de relembrar!

Produções originais da Globoplay

O catálogo de produções originais da Globoplay ainda é um pouco pequeno, especialmente quando comparado com o de gigantes internacionais.

Porém, considerando que a plataforma somente começou a produzir esse tipo de conteúdo em setembro de 2018, ocasião em que Assédio foi lançada, a progressão do catálogo está bem interessante.

Até o presente momento a Globoplay conta com 9 séries que trazem o selo de original da plataforma. Além dos programas destacados, é possível encontrar também dois títulos infantis e um show musical contendo o mesmo marcador. Por fim, na sessão de documentários, se faz presente uma série sobre a trajetória do Flamengo, Até o Fim.

Assim, as produções originais presentes no catálogo totalizam 13. Outras 16 foram anunciadas para 2020 durante a Comic Con Experience desse ano e outras em momentos anteriores do ano, como a segunda parte da novela Verdades Secretas e O Caso Evandro. Entre os originais é possível encontrar, além de Assédio, Eu, a Vó e a Boi, Sessão de Terapia, A Divisão, Shippados, Aruanas e Além da Ilha

Alguns dos originais Globoplay foram  bem recebidos pelo público e  contaram com críticas positivas por parte de veículos especializados. Entre esses é possível destacar Assédio e também Aruanas, que contam com médias superiores a 4 estrelas (entre 5) no site Filmow, no qual o público avalia séries e filmes.

Em um tom menos positivo, um dos mais  recentes lançamentos e uma das grandes apostas do streaming para 2019, Eu, a Vó e a Boi, não agradou tanto assim aos telespectadores e conta com uma avaliação pouco satisfatória. Da parte da crítica, a recepção não foi mais positiva e Tony Goes, jornalista da Folha de São Paulo, foi bastante duro ao falar sobre a série citada.

Shows e stand-ups

A respeito dos shows e stand-ups, eu preciso admitir que a Globoplay ainda deixa a desejar. O catálogo precisa melhorar para se tornar interessante para quem consome esse tipo de conteúdo.

Assim, ao observar a sessão destinada ao humor do serviço de streaming, nenhum show de comédia foi encontrado. Essa parte do site se dedica somente aos programas cômicos da Globo, como o Zorra e o Choque de Cultura.

Para ter certeza de que realmente os stand-ups não estão presentes no acervo da Globoplay, decidi verificar a sessão de música. Fiz isso para ter certeza de que por algum bug eles não acabaram categorizados como shows. Porém,  não foi o caso. Assim, se você valoriza esse conteúdo, procure repensar a decisão de assinar.

Aproveitando que já estava mesmo pela sessão de música, decidi observar como é o conteúdo em questão. Verifiquei a qualidade de diversidade de gêneros, presença de títulos internacionais e também a amplitude dos nacionais. Ele também acabou deixando a desejar.

Sobre os shows nacionais, foram encontrados poucos títulos e todos eles se referem às turnês mais recentes dos artistas. Além disso, também compõe a sessão alguns programas da Globo e as transmissões ao vivo de eventos como o Lollapalooza e o Rock In Rio. Aliás, um ponto importante é que os shows internacionais estão restritos a essas exibições de festivais.

Sobre a transmissão do Rock In Rio, acho interessante comentar que assisti ao show da cantora P!nk no dia seguinte à exibição na TV e 4 músicas do início foram cortadas na versão presente no acervo da Globoplay. No que se refere ao Lollapalooza, não foram encontrados shows completos no catálogo da plataforma, somente a cobertura da  Multishow para o evento.

Conteúdo infantil

Atualmente, o catálogo infantil da Globoplay conta com 80 produções. Entre elas é possível citar 22 produções do Gloob, conteúdo que também pode ser acessado por assinantes do GloboSatPlay. Tais produções se dividem entre séries e animações.

Além dessas, outras 3 séries podem ser encontradas, mas o conteúdo que completa o restante do catálogo é composto por filmes. Entre esses longas, 40 são títulos internacionais e é possível perceber a presença de animações da Disney e da Pixar, assim como de alguns filmes da Marvel, como Capitão América.

As produções cinematográficas brasileiras voltadas para crianças contam com números mais modestos e totalizam apenas 7 (quando não se considera o conteúdo do Gloob).

Os outros 8 títulos que completam a soma do catálogo infantil são programas exibidos na TV aberta, como o Sítio do Pica-pau Amarelo ou mesmo séries da TV fechada, como Detetives do Prédio  Azul – Despedida.

Como foi dito, não tenho o hábito de consumir conteúdo infantil (Disney e Pixar não contam, ou alguém acha que Wall-e é para crianças?). Dessa forma, não sei destacar muitos pontos sobre a qualidade do catálogo, em especial as produções do Gloob. Porém, considerei 80 programas um bom número, especialmente porque muitas séries contam com várias temporadas.

Por fim, caso você tenha filhos e deseje saber se existe alguma possibilidade de criar filtros para restringir o acesso, a resposta é sim. Acessando a parte de configurações da Globoplay, você encontrará todos os perfis que possuem acesso à sua conta. A partir disso, poderá selecionar quais serão os vídeos exibidos considerando a faixa etária de cada usuário.

Produções exclusivas

Como meio de rivalizar com os demais serviços de streaming, a Globoplay tem investido pesado em séries compradas para serem exibidas com exclusividade pela plataforma.

Algumas delas ainda contam com temporadas em andamento e os episódios são adicionados semanalmente ao catálogo, logo após a transmissão nos Estados Unidos. Entre essas é possível encontrar Evil, o remake de Charmed e A Million Little Things

No que diz respeito às séries com temporadas já finalizadas, destacam-se Pretty Little Liars: The Perfectionists, a aclamada e excelente Killing Eve; e dois grandes sucessos entre o público da Globoplay, The Good Doctor e Manifest (cuja próxima temporada está prevista para chegar em 2020).

É possível encontrar mais conteúdo exclusivo, mas devido à diversidade de gêneros presente nos títulos citados, já é possível perceber um bom catálogo. 

Ainda é válido apontar que a exclusividade das séries, além de ser verificada pelo canal da Globoplay no YouTube e pelas redes sociais da plataforma, também foi atestada por meio do aplicativo JustWatch, que realiza buscas simultâneas em vários serviços de streaming a partir do nome dos programas e de filtros criados pelo usuário.

ATENÇÃO:

Essa é apenas a primeira parte da análise da Globoplay. A plataforma em questão foi uma das mais complexas de abordar. Devido ao tamanho do texto, teve as partes 2 e 3 separadas da análise de catálogo.

Em breve, as informações sobre aspectos técnicos e a opinião do Maratonista de Menu sobre o serviço de uma forma geral serão publicados. Assim, fique atento.

ATENÇÃO 2:

O texto foi produzido entre os dias 27/11/2019 e 03/12/2019. Então, procuramos atualizar algumas informações, mas é possível que alguns títulos tenham saído do catálogo da Globoplay nesse meio tempo.

12 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *