fbpx

TBT: 10 momentos memoráveis de RuPaul’s Drag Race

Momentos memoráveis de RuPaul's Drag Race

Embora eu não seja mais tão fã assim de RuPaul’s Drag Race, é inegável que lá em 2013, quando conheci o programa, ele passou a ocupar boa parte dos meus dias e das minhas conversas. Fiquei encantada por várias participantes e os meus feeds das redes sociais passaram a ser quase que exclusivamente compostos pelas suas contas. Além disso, boa parte do conteúdo que eu consumia no YouTube também estava ligado com os projetos pós-Drag Race das queens. Então, o vício maior (e o encanto) pode até ter passado, mas isso não significa que eu não reveja mais os meus episódios preferidos do reality show. Logo, como parte do nosso #TBT de hoje, escolhi falar sobre 10 momentos memoráveis de RuPaul’s Drag Race.

Para pegar a fase em que o meu vício estava no auge, vamos comentar somente da primeira à sétima temporada do programa. Eu poderia ter parado na sexta, já que 99,9% dos fãs de Drag Race não faz a menor questão de se lembrar da existência do 7º ano. Porém, como eu sou fã da Katya, eu jamais deixaria passar batida a oportunidade de elogiar a minha Deusa Russa. E na nossa fanbase a gente decidiu o seguinte: ao invés de fingir que não aconteceu, a gente finge que a temporada foi boa. Ponto final. Então, por amor a Katya, fiz o meu melhor para escolher momentos memoráveis de RuPaul’s Drag Race que aconteceram durante uma das temporadas mais infames do reality. 

Além disso, uma coisa que vocês precisam saber é que, para mim, nem sempre um bom episódio está ligado a um bom desafio principal. Por vezes, o desafio pode até ser pouco inspirado, mas os bastidores acabam compensando. Afinal, o shade e o barraco estão bem no coração do que torna Drag  Race tão divertido e eu não consigo ignorar. Desculpa mesmo. Portanto, a minha seleção também tem momentos memoráveis de RuPaul’s Drag Race que contam com tretas homéricas sem que necessariamente alguma participante esteja fazendo algo de destaque enquanto drag queen. 

Shantay you stay! Vem conferir quais episódios entraram na nossa lista de memomentos memoráveis de RuPaul’s Drag Race.

Momentos memoráveis de RuPaul's Drag Race

1. MAC/Desafio Viva Glam (1ª temporada, 4º episódio)

Sinopse: As participantes precisam gravar um comercial para a Viva Glam, linha da MAC Cosmetics que reverte os seus lucros para ajudar portadores do vírus da AIDS. Uma revelação surpreendente sobre uma das participantes torna o desafio ainda mais emocionante. 

Porque eu gosto?

Essa foi a primeira grande revelação sobre uma participante de RuPaul’s Drag Race e, para mim, foi a única que não pareceu guardada para o momento certo” para justificar uma decisão da produção. E ela também não foi feita para tentar fabricar emoções. Existe algo de genuíno que nenhum das histórias posteriores, surgidas em contextos bem semelhantes, foi capaz de reproduzir novamente. E olha que falta de tentativa não foi. 

2. Lá vem a noiva (2ª temporada, 5º episódio)

Sinopse: As queens precisam criar vestidos de noiva para o seu casamento dos sonhos, assim como se caracterizar como o seu noivo ideal para uma sessão de fotos. Posteriormente, elas desfilarão na passarela usando as suas criações.

Porque eu gosto?

Se você acompanhou Drag Race da primeira temporada até os dias atuais (incluindo os All Stars), sabe que uma temporada sem barracos é uma temporada que passa batida. Sério: ninguém lembra e ao longo dessa lista vocês vão poder conferir isso como nunca. Então, “Lá vem a noiva” nunca poderia ser excluído dessa seleção porque foi o primeiro grande barraco do programa. E ele ainda deixou os estúdios para continuar na passarela, bem diante dos olhos de RuPaul. Obrigada por tudo, Tyra e Tatianna. 

Momentos memoráveis de RuPaul's Drag Race

3. Coberturas e recheios (3ª temporada, 7º episódio)

Sinopse: Após um mini desafio, as queens recebem bolos que devem servir como inspiração para a criação de um look de alta costura, que será apresentado aos jurados na passarela.

Porque eu gosto?

Essa temporada é lembrada até hoje como a que teve os melhores desafios de costura. Por muito tempo os fãs inclusive reclamaram do fato de que eles foram diminuindo e citavam constantemente que gostariam de um “retorno às origens” nesse sentido. Então, eu não poderia deixar de selecionar um desafio de costura para essa lista e esse é o meu preferido da temporada. 

4. RuPocalipse (4ª temporada, 1º episódio)

Sinopse: Para a estreia da temporada, as queens devem sobreviver ao ataque de participantes dos anos anteriores, transformadas em zumbis, para conseguir os melhores materiais para um traje de alta costura pós-apocalíptico. 

Porque eu gosto?

Primeiramente, a Cassandra Peterson é a jurada desse episódio e ela está caracterizada como Elvira, a Rainha das Trevas. Então, o resto poderia ser um desastre e eu ainda gostaria dele. Mas, os looks são incríveis e Sharon Needles já começa com os dois pés na porta mostrando a que veio. Eu torci para ela desde a sua entrada na workroom vestida de bruxa. 

Phi Phi vs Sharon e Black Swan

5. Atrás das grades (4º temporada, 4º episódio)

Sinopse: Divididas em grupos, as queens precisam criar cenas de um sitcom que se passa em uma cadeia. 

Porque eu gosto?

Como eu disse anteriormente, o barraco é a alma do Drag Race. Então, esse episódio também não poderia ficar de fora por ser o início de um dos maiores feuds de todas as temporadas: Sharon Needles vs. Phi Phi O’Hara. O desafio é legal, mas honestamente se não fosse o “tired ass showgirl” e o “go back to Party City, where you belong” talvez eu nem me lembrasse tanto dele. 

6. O lago das drags (5ª temporada, 4º episódio)

Sinopse: As vencedoras do mini desafio dividem equipes para estrelar um espetáculo de balé inspirado na vida de RuPaul.

Porque eu gosto?

“The face crack of the century”. Pronto. Quem viveu sabe e eu não preciso escrever mais nada. Além disso, ver Alyssa Edwards dançando é sempre um prazer. E ela brilha como nunca nesse episódio.  

Can I Get An Amen e Snatch Game

7. No escuro (5ª temporada, 6º episódio)

Sinopse: As queens precisam criar um “hino de inspiração”, no estilo We Are The World e a respeito de amor próprio, caracterizadas com figurinos dos anos 1980. 

Porque eu gosto?

Primeiramente, quem sabia cantar e foi bem nesse desafio, fez bonito demais – como  Jinkx Monsoon e Ivy Winters. Porém, quem não sabia, mas acreditou no próprio potencial ainda conseguiu se destacar e emplacar o bordão mais memorável do episódio, o que foi o caso de  Roxxy Andrews. Mas, para coroar tudo, a gente ainda teve Alyssa Edwards e Coco  Montrese precisando trabalhar juntas e, bem, o verso delas é tão sem energia que faz todo o sentido do mundo ele começar com “I lost all hope today”. Porém, como sempre, o humor involuntário da dupla funciona perfeitamente para mim. 

8. A drag está certa! (6ª temporada, 5º episódio)

Sinopse: Durante o Snatch Game, as queens precisam se caracterizar como personagens famosos e interpretá-los enquanto respondem a perguntas feitas pelos convidados e por RuPaul. 

Porque eu gosto?

Atualmente, muitos fãs de Drag Race acham que o formato desse episódio está desgastado e poderia ser excluído dos desafios recorrentes da temporada. Mas, até a 6ª temporada, para usar as palavras de Bianca Del Rio, o Snatch Game era o que separava as queens realmente talentosas das “outras”. Como esse foi a versão mais apertada do desafio – e com uma vitória mais do que merecida! -, eu não poderia deixar de incluir nessa retrospectiva. 

Oh No She Better Don't e Divine Inspiration

9. Drag-hop (6º temporada, 6º episódio)

Sinopse: As queens precisam criar letras e coreografias inspiradas no rap feminino dos anos 90 para um videoclipe, dirigido por Trinna e Eve, duas estrelas do estilo musical no período citado. 

Porque eu gosto?

Porque a criatividade de grande parte das queens estava em alta para a criação dos versos, com destaque especial para  BenDeLaCreme e Bianca Del Rio. E quem não estava tão bem assim, ainda conseguiu ser memorável, como é o caso de Milk, que sempre me faz rir com a “coreografia” da sua parte solo. Para fechar com chave de ouro, o episódio ainda contou com um dos meus lipsyncs preferidos em todas as temporadas. 

10. Inspiração Divina (7ª temporada, 9º episódio)

Sinopse: Divididas em três grupos, as participantes estrela versões musicais dos filmes de sucesso de John Waters e são avaliadas pelo painel de jurados e pelo diretor durante a passarela, que contou com o tema “O vestido mais feio da história”. 

Porque eu gosto?

Uma homenagem a John Waters nunca ficaria de fora de uma seleção feita por mim. Especialmente uma em que a Katya, a queen favorita a passar pelo programa, foi tão bem. Ao lado de Kennedy Davenport, ela estrelou a melhor cena de todo o episódio e, para completar, apareceu tão feia na passarela que eu não conseguia parar de rir olhando para ela. 

SE VOCÊ GOSTOU DE “10 MOMENTOS MEMORÁVEIS DE RUPAUL’S DRAG RACE”, LEIA TAMBÉM:

9 reality shows e séries documentais LGBTQ+

Clube dos Cinco: Spin offs que deram muito errado

10 reality shows de competição na Netflix

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *